domingo, 27 de novembro de 2011

Consciência Negra

Trabalhei com o livro da POÁ e 
confeccionei um mobile com as galinhas.


Encontrei na internet também estas sugestões lindas!

Aproveitando trabalhei também com a história da 
Bruna e a Galinha da Angola.
E assistimos este lindo vídeo do you tube:



Trabalhamos também com a poesia de Vinicius de Moraes:

A Galinha d' Angola

Vinicius de Moraes

Coitada, coitadinha

Da galinha-d'Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola

Ela vende confusão

E compra briga
Gosta muito de fofoca
E adora intriga
Fala tanto
Que parece que engoliu uma matraca
E vive reclamando
Que está fraca

Tou fraca! Tou fraca! 

Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!
Coitada, coitadinha

Da galinha-d'Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola

Come tanto

Até ter dor de barriga
Ela é uma bagunceira
De uma figa
Quando choca, cocoroca
Come milho e come caca
E vive reclamando
Que está fraca

Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!
E para terminar assistimos mais este vídeo!