terça-feira, 25 de setembro de 2012

TRABALHANDO A ELEIÇÃO DE UM ALUNO NOTA DEZ



    As eleições estão chegando e como trabalhar com este tema com crianças pequenas?      
   Pensando nisso levei o macaquinho Jujuba para participar de uma eleição, a eleição do aluno Nota Dez... 








    Você é um aluno Nota Dez????? Eleja o aluno nota dez da sua sala de aula!

Algumas atividades desenvolvidas:

Uma dica para envolver as crianças nesta história:


A medida em que contava a história e ia aparecendo os bichos, ia cantando músicas que eles conheciam com estes bichos, eles adoraram e interagiram muito com a história ( aprendi isto com a professora Wanda do curso de encantadores de história).

Sugestões de músicas:
Dona Árvore: (apareceu o macaquinho Jujuba)

Tronco, folhas, galhos tem
Fruto e flor e raiz
Dona árvore vai bem e é muito feliz
Subir, subir vamos subir
Sou macaquinho e eu não vou cair 


Corujinha (Toquinho)

Corujinha, corujinha, 
Que peninha de você. 
Fica toda encolhidinha 
Sempre olhando não sei quê. 
O seu canto de repente 
Faz a gente estremecer. 
Corujinha, pobrezinha,
Todo mundo que te vê 
Diz assim, ah, coitadinha, 
Que feinha que é você. 


Quando a noite vem chegando 
Chega o teu amanhecer. 
E se o sol vem despontando 
Vais voando te esconder. 



Hoje em dia andas vaidosa, 
Orgulhosa como o quê. 
Toda noite tua carinha 
Aparece na TV. 



Corujinha, corujinha, 
Que feinha que é você.


Cowboy do Amor (cavalo Pinote)

Quando monto em meu cavalo
E jogo o laço
Prendo logo
Prendo logo
O coração

Sou cowboy
Gosto muito de um abraço
Mãos ao alto
E não vai dizer que não

Sou vaqueiro
Capataz de uma fazenda
Nas horas vagas
Também toco um violão

O meu cavalo
É ensinado
Leva bilhetes
Para a filha do patrão 

 A Galinha Magricela
Eu conheço uma galinha
A galinha da vizinha
Avezinha magricela e depenada
Quem tem pena da galinha
Avezinha depenada
A galinha magricela da vizinha?
Bota ovos pela sala
No banheiro e na cozinha
Ela bota, bota, bota
Sem parar
A galinha magricela
Bota ovos sem parar
A galinha magricela
É magrela de botar
A galinha magricela
E bota um e bota dois e bota três
A galinha magricela
Vira cambota e bota quatro de uma vez
A galinha magricela
E bota dez e bota cem e bota mil
A galinha magricela
Bota ovo bota banca
De mais bela do Brasil

 Pintinho Amarelinho
Meu pintinho amarelinho
Cabe aqui na minha mão (na minha mão).
Quando quer comer bichinhos,
Com seus pezinhos ele cisca o chão.
Ele bate as asas, ele faz "piu-piu!",
Mas tem muito medo é do gavião.

Sapo Cururu
Sapo Cururu na beira do rio
Quando o sapo grita, ó Maninha, diz que está com frio
A mulher do sapo, é quem está lá dentro
Fazendo rendinha, ó Maninha, pro seu casamento


O Jacaré

eu conheço um jacaré
que gosta de comer
escondam seus olhinhos
senão o jacaré
come seus olhinhos e o
dedão do pé
eu conheço um jacaré
que gosta de comer
escondam suas orelhas
senão o jacaré
come suas orelhas e o
dedão do pé
eu conheço um jacaré
que gosta de comer
esconda sua barriga
senão o jacaré
come sua barrigas e o
dedão do pé.

A cobra

A cobra não tem pé
A cobra não tem mão
Como é que cobra sobe num pezinho de limão
Estica encolhe seu corpo é todo molhe
Estica encolhe seu corpo é todo molhe
A cobra não tem mão
A cobra não tem pé
Como é que a cobra sobe num pezinho de café

O Pescoço da Girafa

O pescoço da girafa vai do chão até o céu
O pescoço da girafa vai do chão até o céu
E a girafa quando quer coçar a orelha,
É problema, é problema, é problema
E a girafa quando quer coçar a orelha,
É problema, é problema, é problema
O pescoço da girafa tem um monte de pintinha
O pescoço da girafa tem um monte de pintinha
É por isso que a girafa é amiga da galinha, da galinha pintadinha
É por isso que a girafa é amiga da galinha, da galinha pintadinha
Ai, dona girafa
Vem fazer um carinho
Diz se o gosto dessa nuvem
É salgado ou é docinho
O pescoço da girafa vai do chão até o céu
O pescoço da girafa vai do chão até o céu
E a girafa quando quer ser xereta
É moleza, é moleza, é moleza
E a girafa quando quer ser xereta
É moleza, é moleza, é moleza
Ai, dona girafa
Vem fazer um carinho
Não, não vá embora
Fica só mais um pouquinho
Fica só mais um pouquinho
Fica só mais um pouquinho

Dona Baratinha

Era uma vez uma baratinha
Que queria que queria se casar
Saiu voando procurando um barato
Mas um barato tá difícil de achar
Tchá Tchá Tchá Tchá Tchá Tchá
Quem quer casar com a dona baratinha
Que é bonitinha e tá doidinha pra casar
Também tem dinheiro na caixinha
E gosta muito de dançar o Tchá Tchá Tchá
Tchá Tchá Tchá Tchá Tchá Tcháolhe seu corpo é todo molhe
Estica encolhe seu corpo é todo molhe

Atirei O Pau No Gato

Atirei o páu no gato tô tô 
Mas o gato tô tô 
Não morreu reu reu 
Dona Chica cá 
Admirou-se se 
Do berro, do berro que o gato deu 
Miau !!!!!!

Não Atire o pau no gato

Não atire o pau no gato (to-to)
Porque isso (sso-sso)
Não se faz (faz-faz)
Ô gatinho (nho-nho)
É nosso amigo (go)
Não devemos maltratar
Os Animais
Miau!!!